FÉLIX CHAVES
TUDO VALE A PENA, SE A ALMA NÃO É PEQUENA
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O DESCONHECIDO
    SEMPRE QUE FAZ BOM TEMPO, GOSTO DE FAZER MINHAS CAMINHADAS PELAS PROXIMIDADES DE CASA.
    NA ULTIMA VEZ , ACONTECEU  ALGO , QUE ME DEIXOU A REFLETIR.
    SEGUIA EU RUA ABAIXO , EM UMA MARCHA MAIS OU MENOS LENTA , QUANDO OUVI PASSOS APRESSADOS SE APROXIMAREM.
    EMPARELHANDO COMIGO , UM CERTO SENHOR DE MEIA IDADE DISSE :
TE CONHEÇO DE ALGUM LUGAR.
    SURPRESO , OLHEI E NÃO O RECONHECI ,MAS MESMO ASSIM FALEI : PODE SER , HÁ TEMPOS QUE MORO NESTA QUADRA.
    SEM MAIS DELONGAS , AFASTOU-SE E FIQUEI A IMAGINAR, COMO ME CONHECE? SE EU QUE CONVIVO COMIGO HÁ BASTANTE TEMPO AINDA NÃO ME DESCOBRI PLENAMENTE? A CADA DIA QUE PASSA A MINHA IMAGEM REFLETIDA NO ESPELHO DA VIDA ME DIZ QUE O HOJE É DIFERENTE. QUE A INCONSTÂNCIA DO MEU EU SE TORNA INTENSAMENTE PRESENTE.
     COM A CABEÇA CHEIA DE INDAGAÇÕES FILOSÓFICAS , TERMINEI A MINHA CAMINHADA
        
Felix Chaves
Enviado por Felix Chaves em 12/07/2017
Alterado em 17/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (FELIX TADEU CHAVES e -mail felixtadeu@uol.com.br).


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras