FÉLIX CHAVES
TUDO VALE A PENA, SE A ALMA NÃO É PEQUENA
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O FISCAL DO BANCO E A VACA
  Benício, fazendeiro de tradição naquelas bandas do Norte goiano. As melhorias feitas em sua fazenda sempre foram com recursos próprios. Evitava se envolver com empréstimos bancários. Achava sempre que os riscos eram muito grande. E por costumes de família esse tipo de transação comercial, nunca foi visto com bons olhos.
    Mas a crise financeira  chegou pra todo mundo. Temporadas de seca, safras ruins, gado magro sem peso e preço adequado no mercado.
    De maneiras que precisava urgente de recursos para implantar novos projetos na Fazenda.
     Não houve jeito. Recorreu ao Banco da Amazônia.
     Tirou empréstimos com as devidas carências e primeira fiscalização com seis meses de liberação do dinheiro.
      Chegou então época da fiscalização.
      Foi mandado pelo Banco, para tal operação Antonio José.  Fiscal antigo, compenetrado de suas funções e incorruptível.
      No dia, se apresentou ao Dono da fazenda, mostrando seu crachá, de fiscal, que trazia com orgulho pendurado no peito:
      ___Sou fiscal do Banco, estou aqui pra fazer a fiscalização da aplicação do empréstimo.
      ____Tudo bem. Disse Benício. Pode ficar a vontade. Entra em todo lugar. Menos ali naquela área cercada atrás de celeiro.
       Antonio José com a sua desconfiança de prache foi logo mostrando o seu crachá e dizendo:
       ____Esse documento me permite entrar em todas as dependências. Queira ou não o senhor. Sou autoridade do Banco.
       ____Tudo bem . Pode entrar. Mas acho melhor o Senhor não ir.
        ____Pois agora é que vou mesmo.
        ____O senhor fiscal é quem manda.
       E  foi logo seguindo pra lá.
       O fazendeiro subiu no curral e ficou observando.
       De repente escutou.
        ____Socorroo. Socorroooo.Sai bicho. Socorroo.
       Passou em disparada pelo fazendeiro, com a vaca Malhada, que estava PARIDA correndo atrás.
       ____Socorroo. Faça alguma coisa homem de Deus.
       O fazendeiro calmamente falou:
       ____MOSTRA O CRACHÁ DO BANCO PRA ELA. Pode ser que ela pare.
        A carreira foi tão grande que o Fiscal foi embora sem fazer o resto da vistoria.
      
      
Felix Chaves
Enviado por Felix Chaves em 03/11/2017
Alterado em 06/11/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras